Sexify – O que podemos aprender com a nova série da Netflix

Sexify é a nova série da Netflix. Ela estreou em 28 de abril e já ocupa o top 10 desse streaming! Ela é aquela série gostosa de assistir, com uma trama principal e várias tramas paralelas que fazem a gente torcer pelo casal, ficar com raiva dos inimigos e querer a temporada 2.

Alerta Spoiler 🚨 Se você ainda não viu a série e não gosta de spoiler, melhor não continuar lendo. Mas se você já viu a série ou gosta de um spoiler… Pode continuar!

Nas tramas de Sexify, tudo gira em torno de sexo?

A trama inicial fala sobre Natália e sua busca por um aplicativo que seja sexy (leia interessante) para concorrer em um campeonato nacional de startups. Mas ela é uma inteligente jovem adulta que não entende sobre sexo e relacionamentos. Então para desenvolver um app interessante sobre sexo conta com as amigas Monika e Paulina. Monika é filha de um inteligente homem que estudou na mesma universidade em que está prestes a se formar, mas ela não tem muito interesse nos estudos. Apesar de ter uma vida sexual ativa enfrenta alguns desconfortos por conta de um ex-namorado, Konrad. Já Paulina é uma jovem que fica noiva logo no início da série, mas não tem uma vida (sexual) satisfatória! 

Outras tramas também compõe Sexify como: a rivalidade de Natália e Rafal – que também tenta desenvolver um app; a relação de Monika e Paulina com suas respectivas famílias; a relação de Natália com Adam, um jovem empresário de sex shop e a persistência nos objetivos e sonhos. Ou seja, a série aborda muito sobre sexo, mas nem tudo é sobre isso!

Ao longo da série entramos numa sex shop com elas e vemos conhecidos vibradores como o Nymph da Svakom, Bolinhas de pompoarismo e outros acessórios. Além disso, também somos apresentados a uma feira erótica e vemos outros modelos como o Ford da Pretty Love. Nomes como Masters, em referência a Master e Johnsons o conhecido médico sexólogo que estudou a fisiologia do orgasmo humano também são mencionados na série. 

O que podemos aprender com Sexify?

Sexify tem várias tramas paralelas e elas trazem vários aprendizados e reflexões, vamos ver algumas delas?!

1. Viva a vida que você quer e não a que querem que você viva

Paulina mal teve a chance de aceitar ou recusar o pedido de casamento de Mariusz e a família já começou a celebrar. Depois disso vemos que ela não se sente satisfeita sexualmente, por diversas vezes não conta para ele onde esteve ou o que esteva fazendo e algumas vezes mente sobre isso. No almoço de páscoa, as famílias sentem-se confortáveis para dizer onde será o casamento, de que forma e quem será a madrinha. Neste momento acontece a virada da personagem que passa a expressar suas vontades e desejos. Ela finalmente define os rumos de sua vida, para viver o que realmente deseja.

2. Faça algo que você gosta

Monika tem o pai rico e empresário, ele a convoca corriqueiramente a assumir uma função na empresa e se relacionar com Konrad – homem que ele acha bom. Ela não se interessa em estudar, mas está no final do curso e precisa do diploma. Quando Monika se muda para a república, ela conhece Natália e após algum tempo as duas passam a trabalhar na construção de um app para orgasmo feminino – o que resolve o problema de Natália para o concurso. Monika consegue unir seu interesse em sexo com sua necessidade de entregar um projeto para se formar, fazendo o app com muito mais motivação. Mas o mais interesse dessa personagem e que faz conexão com o nosso último ponto acontece no final da série!

3. Não desista dos seus sonhos

Natália, Monika e Paulina constroem o app sobre orgasmo feminino, porém, uma denúncia anônima sobre como foi feita a pesquisa chega ao reitor da universidade que considera expulsá-las. Em busca de um diploma, as três desistem de seguir com o projeto de aplicativo, mas Monika faz o teste do app durante uma relação sexual e decide que elas precisam continuar investindo no aplicativo. Com a ajuda do professor, elas seguem no projeto e apresentam para a banca da startup, o que resulta em uma expulsão!

Não vamos contar como a série acaba, mas além dessas, outras lições podem ser aprendidas! Sexify tem um espírito de Sex Education, mas também aborda outros enredos! Vale a pena assistir e torcer pelo app das três amigas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.